Apicultura: colmeias, abelhas e mel

colmeias quinta da bouça agroturismo

Este ano, pela primeira vez, temos colmeias na Quinta da Bouça!

É amplamente reconhecido o papel vital das abelhas no processo de polinização. Sabe-se também que as colmeias são colónias incríveis muito organizadas com níveis de hierarquia e funções muito bem definidos.

O nosso Apiário tem, agora, um efetivo colonial de 4 colmeias.

Estamos seguros de que estão aqui bem instaladas, tendo em conta que o habitat natural destes polinizadores precisa de culturas, sementeiras de flores, pomares e sebes, plantação de prados floridos e áreas de vegetação bem conservadas.

Contamos produzir mel, naturalmente. Até lá, vamos assistindo ao processo de adaptação destas abelhas nas suas novas colmeias.

Entre favos e cera alveolada, postura da Rainha e voo nupcial, desdobramento de colónias, mel e geleia real… nós vamos dando notícias e tentando explicar mais sobre este mundo incrível das abelhas!

apicultura abelhas quinta da bouça agroturismo

 

ALGUNS FACTOS CURIOSOS

* Em cada uma das nossas colmeias vivem cerca de 2500 abelhas.

* As abelhas-Obreiras vivem cerca de 21 dias.

* A abelha-Rainha pode viver até cerca de 5 anos. Os últimos anos do seu “reinado” já não vão ser tão produtivos.

* As abelhas-Rainha são pintadas no tórax de uma determinada cor (convencionada entre os Apicultores) conforme o ano de nascimento, para ser identificada mais facilmente, assim como a sua idade.

* O mel é produzido através do néctar recolhido das flores pelas abelhas.

* A polinização feita pelas abelhas acontece de forma não-intencional. Durante o voo das abelhas entre as flores e as colmeias, o pólen segue nas suas patas e corpo, sendo assim transportado e espalhado; o que permite a fecundação das flores e maior produção de frutos.

* Apis significa “abelha” em latim, daí o nome Apicultura.

abelhas mel quinta da bouça agroturismo

{A instalação do Apiário é da responsabilidade de Paulo Matias, em estágio como Téc. Sup. de Produção Agrícola}

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *